Carta aberta de um ex-combatente

13 comentários

Caros ex-combatentes,

No mês de Outubro de cada ano, a pensão/reforma dos ex-combatentes é contemplada com mais uns trocos, poucos que quase nem se dá pela diferença em relação aos outros meses. É o que costumamos chamar mês da esmola, o valor anual que nos é atribuído pelo esforço de guerra a que fomos obrigados.

Em período de discussão do OE (Orçamento do Estado) para 2017, assistimos a muitos sectores da sociedade puxando a brasa à sua sardinha, tentando pelo menos que algumas migalhas do bolo orçamental sejam repartidas a seu favor. Não dou conta ou então ando muito distraído que quaisquer representantes dos ex-combatentes tenham feito ao longo dos anos em matéria orçamental qualquer reivindicação que melhore a vida dos ex-combatentes e dou como exemplos, a isenção de taxas moderadoras na saúde, alguma bonificação no IRS ou no IMI.

Se estamos à espera que por iniciativa do poder político haja alguma benesse para as nossas causas podemos esperar sentados e a continuarmos mudos e quietos, junta-se a fome à vontade de comer. Parece que já estamos conformados por sermos inscritos na rubrica “A extinguir quando vagar” e o que é certo é que nas próximas duas décadas tudo ficará resolvido pela lei da vida.

No entanto, hoje ainda somos alguns milhares e merecemos ser mais respeitados, ser lembrados e fazer figura de corpo presente nas comemorações dos 10 de junho, no meu entender é muito pouco por comparação com o tratamento que outros países dão aos seus veteranos de guerra. Já temos no Parlamento um partido dos animais que reivindica e muito bem melhorias de vida para os próprios e seus donos, mas também não queremos ser tratados abaixo de cão.

No quadro que se segue reporto o extracto do benefício que sem qualquer aumento me é atribuído na qualidade de ex-combatente. Ao valor de 107, 52 há que descontar IRS e sobretaxa, o que no meu caso equivaleu este ano a um valor líquido anual de 71, 52.

img048

Um abraço a todos os ex-combatentes, gastem o SEP/CEP/AVP bem gasto, mas não abusem.

Mário Mendes

 

Anúncios

13 thoughts on “Carta aberta de um ex-combatente

  1. Tenho já feito varias chamadas de atenção nesse sentido, não podemos ficarde bracos trocados a espera que os políticos nos vejam,isto so vai com luta. Merecemos mais atenção.

  2. Bondia caro veterano pois venho justo de ler o seu articlo e gostei ,e pela mesma ocasião se lhes é possivel de me informar sen lhes dar muito trabalho era para me informar a onde é que eu me poderia informar sobre o meu caso ,assentei PRAÇA no BC6 EM CASTELO BRANCO 74 em agosto do mesmo ano fui para moçambique até au 24 de julho de 75 que passei à disponibilidade e sendo eu imigrante em França ja sou reformado , e au ir portugal ja me informei para ver se tinha diretor a essa miseria da tropa dissenran-me que não, por isso caro veterano poderia-me TALVES VOCE me endicar onde me déco de diriger .obrigado caro veterano .até mais cordialmente .

  3. EU FUI COMBATENTE E NAO RECEBO NADA DISSO ZERO

  4. Eu estive em angola no ano de 1967 / 69 a 100 % de campanha e só tenho 75€ de subsídio onde estam as associações dos combatentes que nada fazem

  5. Companheiros eu nunca recebi nada!

  6. Antonio Soares de Pina Eu estive em Angola em 1969 atè 1972 e recebo 150 euros andei sempre ou estive em zona considerada de combate no BCP 21 Pàra- Quedistas foi sempre a ainhar no Norte e Leste de Angola para receber estes miseros 150 euros e qualquerdia nâo recebemos nada Outubro de 2016 ` Responder

  7. … ele há uma velhinha ‘vox populi’, segundo a qual «quem não chora não mama»…

    Tb há quem mame e não chore.

    E tb há quem não aceite mama.

    Quem quiser sujeitar-se à humilhação de pedir ao Estado (a que chegámos), e a receber tal esmola, apenas tem de perder tempo a ler o que consta no sítio infra indicado, depois a preencher o requerimento, depois a enviá-lo para o destino, e depois a “esperar, calmamente sentado, à espera que a crise passe”…

    http://ultramar.terraweb.biz/ContagemdoTempo_SM.htm

  8. É realmente uma miséria, mas para mim e milhares como eu representa 50% da minh pensão que é de 300 euros. sim é verdade 300 euros, E mais não digo. Tenho um processo no exerdcito que já dura hà 18 anos. Sim 18 anos. E mais não digo.

  9. SO QUERIA COMENTAR O QUE FAZEM AS ASSOCIAÇOES DE VETERANOS DE GUERRA ?? PELO QUE LEIO E´SO´PARA DAR OS PARABENS AUS QUE COMPLETAM MAIS UM ANO EM CIMA DOS OSSOS E MUSTAR UMAS FOTOS DO ULTRAMAR.
    FAZER TRISTE FIGURA NO DES DE JUNHO TER CONFIANÇA COM O PODER CONSTITUIDO E MAIS NADA !!!! DEVIAMOS TER NOS PARTIDOS POLITICOS QUEM NOS DEFENDE SE E NADA!!!! FEDERAÇOES DE QUE E AINDA PAGAR COTAS PARA QUÊ .
    OS VETERANOS DE GUERRA NÃO VIVEM DE TRETA MAS DE APOIO QUE NÃO EXESTE, A´RICOS MAS A´MAIS POBRES.
    ASSOCIAÇOES FAÇAM ALGUMA COISA OU ACABEM COM A TRETA.
    Joaquim Ferreira
    Membro da COMPANHIA de ENGª 2393 CABO DELGADO MOÇAMBIQUE EM 1968/70

  10. desembarquei em Angola a 04 de Agosto de 1970 até 08 de Novembro de 1972,são dois anos e tres meses recebo só 75€ não sei o critério mas camaradas com menos tempo recebem mais do que eu,vergonha nacional.

  11. Caros camaradas Combatentes; depois de ter lido as vossas publicações,este caso já deveria ter sido resolvido,após o 25/de Abril/ Revoloção! MAS SE FORMOS ENTRAR POR AQUI …Muitos se governaram —
    mas o mexilhão(( Combatentes)) deixaram de existir,após sucessivos Governos!!!
    Mas caros camaradas (( COMBATENTES)) à uma esperança só que temos de remar todos para o mesmo lado,e chegou a hora mais que hora,de irmos à LUTA? Não temos nenhuma Central Sindicalista,LIGAS-DE-NORTE A-SUL-NÃO-TÊM-PESO-!!! A esperança é a última a morrer? Tenho que felicitar-me mais uma vez,
    um nosso camarada(( Manuel M,Pereira )) que muito tem contribuído para que tal tenha que ser vergado
    por este GOVERNO? CAMARADAS mais uma vez repito…… tem que ser resolvido este ANO!!!
    DE-CONTRÁRIO TEMOS QUE IR À LUTA !!! Uma coisa é certa,temos mais FORÇA apesar de VETERANOS DO QUE QUALQUER CENTRAL SINDICAL+++SOMOS MILITARES-DA-GUERRA-DO-ULTAMAR!!!
    COM 56/ANOS/SEM-A-PENSÃO-A-QUE-TEMOS-DIREITO-A-BEM-DA-NAÇÃO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s