Angola em números.

4 comentários

Para os interessados em conhecer alguns aspectos da realidade angola, é só clicar no seguinte link: ANGOLA

4 thoughts on “Angola em números.

  1. Sendo verdade,o que está descrito no Sol,afinal,o Sr.Presidente José Eduardo dos Santos,mentiu,e ainda há muita coisa para fazer,afinal uma potência tão rica para aonde vai o dinheiro,toda a gente sabe,mas ele disse,que estavam a combater a corrupção,pura mentira…É um dos maiores ditadores de África,e não só,e um dos mais ricos do Mundo,e o povo vive na míséria,agora não pode dizer que a culpa do sofrimento do povo,se deve a Jonas Savimbi…

  2. Boa tarde amigos,e em especial o Alferes Castilho,que narra também a situação do Luvo,sem nunca ter estado lá,segundo me disse uma vez que passou pela Canga uma única vez,e que mal conhecia aquilo,porque o batalhão dele estava sediado no Zaire,quanto ao que fala do alferes capelão Manuel Leal Fernandes,é verdade,porque também tenho o livro,e quando comprei,falei com o padre e perguntei-lhe,se aquilo era um romance,ou era histórias veridicas e, ele respondeu-me que não tinha nada a ver com o livro escrito por um grande poeta,Melo Antunes que sobre a guerra que só disse mentiras,como por exemplo um batallhão tinha 400 homens,e que no batalhão dele tinham morrido mais de 100 homens,sendo verdade tinhamos levado uma grande coça no Ultramar,tinha sido pior 100 vezes que o Vietename,por isso no Rossio,alguém ligado ao batalhão dele,quiz lhe acacer o lombo,embora fosse médico,era alferes pelo menos tinha obrigação de conhecer tais coisas,sem falar de operações arriscadas que diz que fez…Um abraço para todos.João Abreu.

    • Caro João Abreu,
      Creio que está a cometer uma injusta e grande confusão, entre o então major Ernesto de Melo Antunes, militar de carreira, com reconhecidos méritos, que inclusive chegou a ministro em diversos governos e em diversa pastas e a membro do Conselho da Revolução e do Conselho de Estado. O ex- tenente mil. médico António Lobo Antunes, licenciado em medicina, creio que na especialidade de psiquiatria, também escritor com uma vasta obra já publicada,, incluindo “os Cus de Judas”, quer na profissão, quer na literatura. também é ruma figura de grande prestígio.
      Creio que chegaram a cumprir comissões milirares em Angola pela mesma altura, embora com funções e responsabilidades bem distintas. Tanto quanto sei, o militar cumpriu três ( 63- 65, 66-68 e de 1971 a 1973) e o médico uma ( entre 1970 e 1973).
      Aquele abraço,
      Horácio T. Marcelino

  3. Boa noite caro Marcelino,quero rectificar o nome,em vez de Melo Antunes,digo Lobo Antunes,e queria também rectificar a palavra acacer, digo aquecer.Se tivesse ditado atenção,veria que estava a falar de Lobo Antunes,e não do coronel Melo Antunes que confirmo tudo aquilo que diz referente a ele.Quanto ao Lobo Antunes não está em questão ser um grande poeta e médico mas sim o que ele escreveu nos “Cús de Judas”.Como ex.militar não concordo que um alferes desconheça certas coisas da vida militar e diga barbaridades relacionadas com o pessoal muito embora seja um romance.
    Um abraço.
    João Abreu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s