República da Troika

2 comentários

Faz hoje 101 anos que se implantou em Portugal o regime republicano em que vivemos. A monarquia com mais de 700 anos já não agradava ao povo e era preciso mudar para um regime que prometia uma vida melhor aos portugueses.

Na primeira república que durou até 1926 viveram-se tempos conturbados com instabilidade constante entre os mesmos republicanos que originaram a revolução do 5 de outubro de 1910. Neste período de 16 anos houve 7 parlamentos, 8 presidentes da república e 45 governos.

A revolução de 28 de maio de 1926 pôs termo à primeira república levando à implantação da ditadura militar que deu lugar ao chamado “Estado Novo” após a aprovação da Constituição de 1933 e que terminaria com a revolução dos cravos em 25 de abril de 1974.

Finalmente a democracia plena, a liberdade, a igualdade e melhores condições de vida estavam ao alcance dos portugueses. A terceira república prometia muito e depois de consolidada após alguns sobressaltos iniciais parecia que Portugal entrava definitivamente na senda do progresso. É sabido que Portugal nunca foi um país rico mas soube sempre procurar essa riqueza fora das suas fronteiras, as especiarias na Índia, o ouro no Brasil, os diamantes em Angola e com a entrada na CEE os subsídios que pareciam não ter fim.

Esta terceira república leva só 37 anos, deveria estar no auge da pujança mas os políticos que a têm gerido não foram capazes de evitar a situação onde nos encontramos. Criaram o “monstro”, engordaram-no, tiraram para si a melhor gordura, a que não produz colesterol (pensões chorudas, subvensões, fraudes, negócios ilícitos, corrupção e outros afins). Muitos destes protaganistas ainda se encontram por aí, outros emigraram, deixaram o país para trás, vivem em paraísos fiscais e outros, à grande e à francesa. E a justiça que devia ser cega, que faz? Está com os olhos bem abertos, manda prender num dia, manda soltar no seguinte porque os ricos e poderosos conseguem de recurso em recurso chegar à prescrição final!

Agora temos cá a Troika a governar, sempre serve de desculpa aos governantes que lançam sobre o povo uma diarreia de impostos que nos está a emagrecer à força, mas a Troika manda, é para cumprir. Viva a Republica da Troika!

Não se esqueçam porém que muitas medidas que se estão a tomar em breve se tornarão contraproducentes no que toca à recolha de impostos. O sector automóvel era um dos grandes financiadores do fisco, mas com a fraca venda de novos carros esse imposto este ano rendeu menos 100 milhões. Quando há dias na TV vi o cantor Vitorino na sua quinta do Alentejo onde cria burros, pus-me a pensar que o homem é capaz de ter uma visão de futuro. Com o andar da carruagem, talvez não esteja longe o dia em que portugueses voltarão a ter no burro o meio de transporte e de trabalho que já foi até à década de 70 do século passado.

E que República virá a seguir à da Troika? Talvez a das Bananas? É só começar a arrancar as culturas tradicionais (olival, vinha, sobreiros, azinheiras) e plantar bananeiras. Reúnem-se os políticos em S.Bento, alteram a Constituição, mudam o nome para República das Bananas e já está. Só assim, fica a bater a bota com a perdigota.

Mário Mendes

2 thoughts on “República da Troika

  1. Parabéns Amigo Mário Mendes! Não podia ser mais transparente no seu comentário! Talvez sirva para aqueles que dizem ser transparentes nos seus actos profissionais, mas vivem atráz de um muro de betão a prepararem as suas quintas em vez de estar no seus gabinetes todo envidraçados com medo de serem vistos. Quém sabe se atráz deste muro não existe uma quinta das bananeiras, que futuramente faz -nos recuar ao passado, ou seja 1933, assim pelo menos haverá empregos aos escravos na plantação das bananeiras. E quem sabe que se assim for, ainda chegam a ganhar a reforma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s