A outra Angola

1 Comentário

Oitenta e oito por cento dos agregados familiares angolanos vivem em habitação inadequada, sendo 79 porcento nas áreas urbanas comparativamente às rurais, onde é praticamente universal a percentagem de famílias a viver em habitações inadequadas.
De acordo com o Inquérito Integrado sobre o Bem-Estar da População (IBEP), 42, 5 porcento dos agregados familiares vivem em situação de sobrelotação, revelando um eventual défice habitacional no país, que se agrava face ao rápido crescimento da população urbana.
Calcula-se que mais da metade da população, 54,8 porcento, esteja concentrada nas zonas urbanas, particularmente em volta das grandes cidades nas províncias de Luanda, Benguela, Huíla, Huambo e Kwanza Sul.

O levantamento revela igualmente que em Angola 36 porcento da população tem acesso à rede eléctrica, sobretudo na área urbana, onde existe a maior proporção de agregados consumindo electricidade da rede (62,5 porcento), enquanto na zona rural o candeeiro a petróleo ocupa esse mesmo lugar com 63,4 porcento.

Fonte: África 21

NR: Não basta às autoridades angolanas mostrar ao mundo as grandes obras e projectos do seu desenvolvimento, não se esqueçam também que esta Angola que aqui é retratada existe como a grande maioria dos angolanos bem sabe.

One thought on “A outra Angola

  1. Muitos parabens por mais um aniversário, extensivos a este importante e belo blog que eu acompanho assiduamente.
    Um abç
    Manuel Aldeias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s