Duas semanas em Luanda – A guerra pode esperar!

Deixe um comentário

Por esta data em 1971, já estávamos em Luanda há 15 dias. Éramos uma companhia de intervenção, mas começamos a pensar que ou não havia motivo para intervir ou que o 13, os dois últimos dígitos do número da companhia, nos tinha bafejado pela sorte.

Sabíamos que alguns militares mobilizados para Angola nunca tinham conhecido a guerra, algumas especialidades como por exemplo o SPM haveriam de os contemplar com dois anos de “férias” em Luanda, mas esse não seria o nosso caso, mesmo assim 15 dias de boa vida em Luanda deixava-nos água na boca.

Talvez, uma intervenção aqui, uns dias de descanso, outra intervenção acolá, mais uns dias de descanso, fosse esse o nosso percurso militar em terras de Angola.

O Grafanil era só para dormir, a vida diurna e nocturna passava-se em Luanda, a praia na ilha, o marisco regado com cerveja nas esplanadas (Portugália, a mais famosa). O cinema à noite (Miramar e Restauração) e as boites (Tamar e outras que não lembro o nome) preenchiam os nossos dias. A guerra podia esperar…

Mas só esperou mais uma semana. Foi a passagem do céu para o inferno. Voltarei ao assunto, mas agora deixo-vos com este vídeo que encontrei no Youtube, com imagens da Luanda que vivemos há 40 anos, ao som da bela música do saudoso Duo Ouro Negro.

Mário Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s