Vista aérea da Mamarrosa

2 comentários

Companheiros da C.Caç. 3413, eis uma foto da vista aérea do aquartelamento da Mamarrosa, província do Zaire, norte de Angola, onde estivemos desde Abril de 1972 a Setembro de 1973.

Também para aqueles que nos antecederam no local e para os que nos renderam, esta foto trará algumas recordações dos tempos que ali passaram e haverá outros a quem estas coisas do passado pouco ou nada lhes interessa.

O nosso amigo e companheiro Toni Araújo tem esta foto encaixilhada, que nos mostrou no encontro de 2011 em Algés, porque certamente os momentos que ali passou, bons e maus, ficaram gravados para todo o sempre, e com a sua autorização, aqui partilho com todos os que por ali passaram algum tempo da sua juventude.

A picada que se vê do lado esquerdo era o ramal da principal que ia para o Luvo (norte) e para São Salvador (sul). A que se vê à direita ia para a exploração da cultura do café, uma das actividades a que se dedicava o proprietário da fazenda, Salvador Beltrão.

A outra actividade era a serração de madeiras que vemos no canto inferior esquerdo, bem como a casa do responsável deste sector, Sr. Carvalho. A outra casa, mais acima era a do gerente da cafeicultura, Sr. Garcia.

As casas onde residiam os trabalhadores do café não estão na foto e estavam a sul da serração.

Mário Mendes

2 thoughts on “Vista aérea da Mamarrosa

  1. Caro Mário Mendes,

    Gostei mais uma vez do artigo que escreves-te vem como da foto. A seguir à casa do Sr. Garcia o campo que se vê não era o campo de futebol? A picada que se vê à direita julgo que tambem ia para a Magina. Confirmas? O primeiro edifício que se vê na foto ao centro (a meio da foto) julgo que era a nossa messe em 1962/63!
    Um abraço
    Magalhães

  2. Caro amigo, a Mamarrosa de 1972 era muito diferente certamente da que encontraram em 1962. O terreiro maior que se vê era para secar o café. O campo de futebol estava já dentro do arame farpado e ficava atrás da messe de sargentos que não era a que está no meio da foto, mas mais ao lado esquerdo, junto às árvores. A estrada da direita ia realmente para a Magina.
    Um forte abraço e boa Saúde.
    Mário Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s