Mina na picada

1 Comentário

As estradas de terra batida, vulgo picadas, que no norte de Angola eram as vias de comunicação entre os aquartelamentos e povoações, foram muitas vezes palco de sofrimento e morte para muitos militares, sendo que também a nossa CCaç.3413 sentiu na pele o drama das minas anti-carro e anti-pessoal que o inimigo ali colocava e que nós não podíamos evitar.

Em 2 de Fevereiro de 1973, já lá vão 38 anos,  o mesmo tempo que têm estas 3 fotos que representam um acontecimento para sempre gravado na memória de quem esteve nele envolvido.

O resultado foi o ferimento de 4 companheiros, que felizmente recuperaram e voltaram ao nosso convívio depois de internamento hospitalar.

A berliet que era o primeiro veículo da coluna, o chamado “rebenta minas” lá cumpriu o seu papel, suportando a maior parte da carga explosiva, mas que ainda assim deixou alguma sobra para os militares que seguiam a bordo. Um dos feridos com maior gravidade foi o companheiro Eduardo de Assunção Medeiros Reis, do 3º grupo de combate, que vemos na última foto, um açoriano branco mas que ficou com cara de preto.

Mais 3 minas anti-pessoal tinham sido colocadas na berma da picada, mas felizmente para nós não foram pisadas, ou talvez fossem, não acredito que no meio de tanta azáfama elas tenham sido evitadas, certamente estariam mais enterradas e não foram accionadas. No dia seguinte, foram levantadas por uma equipa de minas e armadilhas.




NR: Quem souber identificar os outros intervenientes, faça o favor de não ficar calado!

Mário Mendes

One thought on “Mina na picada

  1. Eu sou Cabo-Verdiano e fui militar de profissão no tempo colonial como 1º Cabo Readmitido. Em 1971 frequentei em TAVIRA o 2º ciclo do Curso de Sargentos Milicianos de Infantaria e, regressei, novamente, à Cabo Verde (CCAÇNº2). Em 30 de Junho de 1975, passei a situação de disponibilidade por ter optado pela nacionalidade Cabo-Verdiana. Tenho pouca coisa para me recordar dessa época e, por isso, peço por favor, se algum instruendo desse tempo tiver algum documento , nomeadamente, fotografias do nosso batalhão e/ou das companhias em TAVIRA, que as publique em site ou blogue para que possamos todos recordar do nosso passado.
    Um abraço fraternal
    Bento Silva Santos
    Telefone (238) 2314956 móvel 99248553
    P/E : Vou colocar fotografias da minha vida militar em Cabo Verde.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s