Comandante Supremo das Forças Armadas

Deixe um comentário

Daqui a 45 dias (23/01/2011) o povo será chamado a eleger o Presidente da República que por inerência será também o Comandante Supremo das Forças Armadas.

Uma vez que neste blog os assuntos militares, principalmente os que se relacionam com a guerra do Ultramar são os temas privilegiados, decidi “espreitar” o site de cada um dos candidatos a ocupar o cargo e que são cinco, a saber: Cavaco Silva (CS), Fernando Nobre (FN), Francisco Lopes (FL), Defensor Moura (DM) e Manuel Alegre (MA).

Vejamos então a biografia de cada um no que diz respeito à sua actividade militar.

  • CS – Prestou serviço militar em Moçambique, na cidade de Lourenço Marques,   hoje denominada Maputo, como alferes miliciano desde 1962 a 1965.
  • FN – Sobre a vida militar nada é referido. Nasceu em Luanda em 1951, mas em 1964 mudou-se para o Congo e em 1967 para Bruxelas. Veio definitivamente para Portugal em 1985.
  • FL – Também nada é referido quanto à sua vida militar. Nasceu em 1955 e quando tinha idade de ir à tropa, já a guerra do Ultramar tinha terminado.
  • DM – Prestou serviço militar como alferes miliciano médico desde 1973 a 1975 em Angola na região dos Dembos (Quibaxe, Úcua, Piri).
  • MA – Em 1962 é mobilizado para Angola, onde dirige uma tentativa pioneira de revolta militar. É preso pela PIDE em Luanda em 1963, durante 6 meses.

Quanto a MA muito se tem escrito sobre a sua prestação militar e mais concretamente sobre os anos que se seguiram depois de sair de Angola, tendo vivido em Argel durante 10 anos, de 1964 até à Revolução do 25 de Abril de 1974.

Aliás, o próprio MA, emitiu um comunicado, que já esteve no seu site da candidatura presidencial, onde ameaçava com tribunal todos aqueles que pusessem em causa o seu serviço militar e que pode ser lido AQUI.

Confesso que fiquei estupefacto ao ler este comunicado. Vindo de um homem que se arroga arauto da liberdade, da democracia e do pluralismo, não se compreende esta ameaça.

Felizmente que este comunicado já foi erradicado do site de candidatura, afinal falta pouco tempo para se iniciar a caça ao voto e pelo que consta o candidato até é bom na pesca e na arte venatória, e por isso lá compreendeu que “não é com vinagre que se apanham moscas”.

Quem foi combatente em África sabe perfeitamente que MA também lá esteve, em Nambuangongo e outros locais do Norte de Angola, mas a sua actividade em Argel que muitos reprovam e têm o direito de se indignar como ele bem sabe é que é o “búsilis” da questão.

Felizmente, dos maiores valores que a revolução dos cravos nos trouxe foi a liberdade de expressão e pensamento, valores que agradecemos aos que combateram por eles incluindo MA.

É em nome dessa liberdade que aqui coloco um artigo sobre MA, que pode ser lido clicando AQUI.

Mário Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s