O naufrágio dos “navegadores”

Deixe um comentário

Passado o cabo Bojador com relativa facilidade, o cabo das Tormentas afigurava-se bem mais difícil, mas a expectativa era grande para dobrar o cabo da Boa Esperança, mesmo que pela frente estivesse a invencível armada espanhola, os nossos navegadores sonhavam …

Aos primeiros impactos ainda nos aguentámos, mas com o intensificar da fúria espanhola, a nossa “caravela” começou a meter água e deu-se o inevitável naufrágio. Na hora de emalar a trouxa e zarpar, logo se começou a digerir a derrota, mas não vale a pena perder tempo com este assunto, há coisas mais importantes pela frente, porque como todos sabemos, em Portugal a culpa sempre morre solteira. Uns dirão que a “caravela” estava mal construída, que a madeira não era de boa qualidade, outros opinarão que foi o capitão da mesma que não a soube dirigir para bom porto. Assim, será sempre uma discussão estéril.

Em 2014 haverá nova aventura, desta feita em terras de Vera Cruz, que também já conquistámos em 1500 com Pedro Álvares Cabral ao comando e mesmo que por engano, como dizem alguns, pois foram ventos fortes que o levaram para lá quando o que ele queria era ir para a Índia, pode ser que também por engano, outros nossos navegadores consigam uma conquista.

A viagem será difícil com certeza, é preciso atravessar o oceano encapelado cheio de piratas, mas pode ser que consigamos chegar a porto seguro. SONHAR é possível e por enquanto não paga imposto!

Mário Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s