Meios Aéreos

1 Comentário

Em quase todos os aquartelamentos em Angola havia uma pista de aviação, onde operavam dois pequenos aviões que faziam parte da logística de transporte militar. Um deles era o Dornier 27, mais conhecido por DO, um avião militar monomotor, asa alta, trem de aterragem convencional fixo, com capacidade para transportar 6 passageiros ou o equivalente em carga.

De origem alemã,  com um motor de 6 cilindros e 270 cv. atingia uma velocidade máxima de 225 Km/hora, podia voar a 3300 metros de altitude e tinha uma autonomia de 1100 Km. Pesava 1107 Kg e o peso bruto máximo admitido era de 1850 Kg.

Este avião voou pela primeira vez em 1954 e entrou ao serviço da Força Aérea Portuguesa em Dezembro de 1961, sendo a frota de 146 unidades. A sua missão era o de transporte de passageiros, evacuação de feridos, reconhecimento aéreo e transporte de correio. Foram abatidos ao efectivo em 1979.

O meu baptismo de voo ocorreu precisamente a bordo deste aparelho, numa viagem da base táctica da Cecília para o Toto, na província do Uíge. Quando o piloto soube que era a minha primeira vez, mimoseou-me com as tradicionais piruetas da praxe, uns voos picados, umas cambalhotas por cima do aquartelamento, e por fim lá seguimos tranquilamente até ao destino.

Esta foto foi tirada no dia 2 de Fevereiro de 1973 na pista da Mamarrosa, vendo-se ao fundo o DO a aterrar e em primeiro plano outro avião, conhecido por SATAL, uma avioneta civil CESSNA 207, que as forças armadas fretavam para levar os alimentos frescos aos aquartelamentos.

Estes dois aviões estão neste dia na Mamarrosa, com o objectivo de evacuar 4 feridos para Luanda, consequência da  deflagração de uma mina anti-carro.

Mário Mendes


One thought on “Meios Aéreos

  1. Mendes. O piloto que se vê na na fotografia ao lado do cesna é o Pereira que está em Évora, e com quem tenho estado. Dei-lhe esta mesma foto que ele não tinha, nem sequer sabia da sua existência, e as lágrimas afloraram logo aos seus olhos assim que a viu. Tinha fotos com todos os aviões. Este é que tinha escapado. Calcula a sua emoção.
    Aquele abraço e até quando?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s