A Revolta da Baixa do Cassange

7 Comentários

Este acontecimento ocorreu no dia 4 ou 6 de Janeiro de 1961 (a data não é precisa), e caracterizou-se pela sublevação dos trabalhadores da cultura do algodão.

A independência do ex-Congo Belga em 30 de Junho de 1960, reavivou o sentimento nacionalista dos angolanos,  e como na região viviam os bakongos, tribo que tinha raízes comuns no norte de Angola e no Congo, havia uma forte influência daquele país recém-independente, que incentivava os angolanos a revoltarem-se contra o poder colonial, porque se agora o Congo era independente, Angola teria também de o ser.

A baixa do Cassange é uma enorme depressão geográfica que vai da região de Malange às Lundas e a maioria dos trabalhadores era obrigada a cultivar algodão para vender à companhia luso-belga Cotonang. Nesse dia de Janeiro, decidiram fazer greve, armar-se de catanas e canhangulos e desafiar o poder colonial. O exército foi chamado para reprimir a sublevação e o resultado foi a morte de milhares  de pessoas.

Este episódio foi o rastilho para a guerra que se seguiria, porque no dia 4 de Fevereiro de 1961 foram assaltadas em Luanda, a Prisão de S.Paulo, a Casa de Reclusão Militar e uma Esquadra da Polícia Móvel. No dia 15 de Março desse ano, começou a luta armada em Angola que duraria 13 longos anos.

Passados 49 anos da chamada revolta da baixa do Cassange, o jornal angolano “O País” traz à estampa a notícia desse acontecimento, que pode ser lida no seguinte link:

http://opais.net/pt/opais/?id=1929&det=8567&mid

Mário Mendes

7 thoughts on “A Revolta da Baixa do Cassange

  1. gostei muito da resposta ogrigado Dr.Caetano

  2. Falta a referir a atuação das nossas tropas e as centenas de mortos que provocámos… Ou seja falta rigor… estamos perante uma meia verdade..

  3. o conteudo esta muito limitado nao nos da conteudo suficiente para un bon debate a serca da materia . mas ja e un bon comesso para uma informacao continui porque estas a contribuir para o conhecimento de muita gente

  4. Porque que Angola nao consagra essa data 04 de janeiro como data de inicio de luta armada em vez de 04 de Fevereiro?

    • Porque foi um movimento expontaneo de trabalhadores revoltados com as condições de obrigatoriedade de plantarem algodão e a imposição dos preços pela empresa algodoeira.
      As NT castigaram os “rebeldes” com bombardeamentos de napalm e um assalto de uma companhia do exército comandada pelo “glorioso” Capitão Teles Grilo. Se esta reenvidicação fosse organizada pelo MPLA a data seria celebrada de outra forma… Atenção que foram muitas centenas de mortos…

  5. Porque que o Governo Angolano, não retorna este dia como Feriado Nacional, é a primeira data que dá o Inicio da Revolta Colonial em Angola 4 de Janeiro de 1961, 4 de Fevereiro de 1961 e coincide também com o 4 de Abril dia da Paz para não esquecer o 11 de Novembro dia da Independência Nacional.

  6. Ao bom trabalho do Mário Mendes quero alertar que os trabalhadores não eram assalariados, assim sendo não existe qualquer greve. Os revoltosos só se recusaram a receber as sementes para a nova campanha, e, sabendo da reação que se estava a preparar tentaram fazer frente ás tropas.
    Os revoltosos, trabalhadores por conta própria, tinham todo o direito de recusar um trabalho que não era lucrativo. Só um poder ditatorial poderia ter actuado de forma tão ignóbil. Foi uma vergonha e o tiro de partida para o inicio da luta de libertação

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 140 outros seguidores