A Mamarrosa, depois de nós

Deixe um comentário

A 7 de Setembro de 1973, fomos rendidos pela C.Cav. 8453, “Os Felinos” e como já aqui relatou um dos seus integrantes, o companheiro Manuel Aldeias, a FNLA continuou a tentar a conquista dos aquartelamentos de Mamarrosa e Luvo, como tinha acontecido durante a nossa comissão, porque era premente a conquista de terreno para se afirmar internacionalmente, e mesmo depois do 25 de Abril de 1974, não desistiu desse desiderato, na ânsia de se posicionar na linha da frente perante os outros movimentos de libertação.

Nesta perspectiva levou a cabo um ataque ao aquartelamento de Mamarrosa em 24 de Junho de 1974, onde o IN. deixou 4 mortos, e outro ao aquartelamento do Luvo, em 29 de Julho do mesmo ano, em que deixou 5 mortos e diverso material de guerra.

Os valorosos combatentes da  C.Caç. 3413 como os da C.Cav. 8453, não permitiram ao IN. a conquista destas posições, e só mais tarde puderam tomar posse das mesmas, mas por via administrativa.

No link que se segue está um relato na primeira pessoa, do ataque de 29 de Julho de 1974.

http://ultramar.terraweb.biz/Imagens/Angola/ManuelAldeias/o_meu_29_de_julho%5B2%5D.pdf

Mário Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s