Café de Angola

3 comentários

angolacafeCafé, uma riqueza em extinção

O café é por excelência uma riqueza, que durante a administração colonial portuguesa contribuiu substancialmente para o desenvolvimento da então província de Angola. A província do Uíge, situada no norte do país, com uma extensão de 58.698 Km2 foi a principal produtora e, nos últimos anos, antes da independência nacional, contribuía com cerca de 30 por cento no orçamento da administração colonial.

No entanto, a criação de empresas territoriais depois da independência deu novo impulso à produção do café, que começou a decair nos anos 86 com o agravamento do conflito armado a nível do país.

Hoje, a produção de café na província do Uíge corre risco de extinção, a julgar pelo derrube sistemático de grandes fazendas cafeícolas em substituição de outras culturas de rápido rendimento, designadamente mandioqueiras, bananeiras e feijoeiros. “Não temos moral para relançar a produção de café, porque ninguém nos apoia”, disse um agricultor em declarações ao Folha 8.

O produtor alega que a produção de café exige recursos financeiros avultados para garantir uma boa colheita. “Optamos agora por produzir o nosso milho, mandioca, feijão, … batata, banana e abacaxi. “São produtos que nos dão algum dinheiro a qualquer hora”, acrescentou o agricultor.

Nas grandes fazendas, como a de Pumba Loji, Candande Loé, São Jorge, Congo agrícola … Songo II Maonde, que antes numa colheita rendiam mais de 10 mil toneladas de café mabuba (café com casca), hoje a produção não passa de 150 toneladas. “É uma pena o estado em que se encontram hoje as grandes fazendas de café que ergueram muitas infra-estruturas em Angola. Será que o nosso Governo não tem recursos para ajudar os agricultores interessados no fomento desta riqueza?” interrogou-se o ancião Lucas Pedro, do município do Songo, 40 quilómetros a norte da cidade do Uíge.

O ancião ainda produz o café apesar da falta de instrumentos de trabalho e recorda que “os colonos apesar de nos explorarem, valorizavam o agricultor”, concluiu.

Fonte: Folha 8

3 thoughts on “Café de Angola

  1. Qual região de Angola produz mais café e que tipo de café produz aí em Angola?

  2. Envio essa mensagem aos Srº Jorge Luis e Srª Dorotéia, produtores de café, importaçãoe exportação, não consigo contactar-los em Angola, esntou em Portugal, sou comercial em telecomunicações, mas no entanto estou em seu aguardo, há pessoas interessada em trabalhar em Angola na produção de café, trabalhadores agrícolas brasileiros que se encontram aqui Portugal. Acrdeito que vossa agendas estão com varios compromissos, mas por gentileza estamos lhes aguaredando.

    Aguardo resposta, um abraço.

    Aparecida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s