Zaire, Angola

A Província do Zaire

Situa-se no norte de Angola e tem uma superfície de 40.130 Km2 (quase metade de Portugal Continental). É constituída por 6 municípios: M´Banza Congo (ex-S.Salvador do Congo), Cuimba, Noqui, N´Zeto (ex-Ambrizete), Soyo (ex-S.António do Zaire) e Tomboco.

O clima é tropical húmido e a temperatura média anual situa-se entre 24 e 26 graus. A etnia dominante pertence ao grupo Bakongo e a língua nacional mais falada é o Kikongo.

Pelo censo de 2004 a população da província era de cerca de 330 mil habitantes, sendo que a capital M´Banza Congo tinha cerca de 50 mil. Em 2009 a população deve ser em muito maior número, dado que há algum tempo se assiste ao repatriamento de muitos angolanos que durante a guerra foram para a RDCongo.

Pratica-se uma agricultura de subsistência e os principais produtos são a mandioca, o amendoim, a batata-doce, os feijões, a bananeira, a palmeira e o cajueiro. No tempo da guerra colonial havia também algumas plantações de café na parte sudeste, mas a produção foi diminuindo após a independência e actualmente tem uma expressão diminuta.

Quanto à pecuária pratica-se a criação de caprinos, suínos e galináceos em toda a sua extensão. Os ovinos existem essencialmente no litoral, e quanto aos bovinos não têm tradição na região por causa da ocorrência em muitas áreas da mosca tsé-tsé, tendo desaparecido completamente os poucos efectivos das experiências coloniais.

Na costa, a pesca artesanal é uma das fontes mais importantes de rendimentos de uma parte da população, e algum peixe é trocado por produtos agrícolas do interior.

Os principais rios são o Zaire, na fronteira norte, que desagua no Soyo e o M´Bridge que tem a foz em N´Zeto.

A maior riqueza da província é o petróleo que se extrai no Soyo, mas essa riqueza em nada tem servido para o desenvolvimento da província, que continua com infra-estruturas muito deficientes. Das 20 comunas só uma tem problemas de água e energia resolvidas (Musserra).

O espaço geográfico da província caracteriza-se por um mosaico de savana e de floresta densa húmida valorizada por algumas espécies de madeira dura de alto valor como o pau-preto (na época colonial havia serrações em Kelo, Tomboco e Mama Rosa, que estão paralisadas há bastante tempo).

Fonte: Portal de Angola

About these ads

9 pensamentos em “Zaire, Angola

  1. Minha ideia e de que todos filhos e filhas do Zaire-Angola, devemos ser reunidos para juntaremos-nos e ter uma so ideias ao desenvolmimento da nossa provincia.

    eduardo h

  2. Pingback: Província do Zaire « aeppea

  3. Ladröes do MPLA tiram petróleo e gaz na nossa terra KONGO DIA NTOTELA e nós os Mbanzenos na miséria filhos das P****TAS badiakuawu um dia väo ver

  4. “etnia dominante pertence ao grupo Bakongo e a língua nacional mais falada é o Kikongo”. Esta apresentacao é infelizmente falsa. Correcto é : etnia dominante pertence ao grupo Kikongo e a língua nacional mais falada é o Kikongo. É agora um hábito em Angola se dizer ” os Bakongos ou o Bakongo”. Quando se fala ou se escreve em Portugues deve se dizer ” Os Kikongos ou o Kikongo”. O nome da lígua é o nome da etnia. Na provícia do Zaire, a gente é maioritàriamente da etnia Kikongo. É assim que se fala.

    Obrigado

  5. Muito bem ao comentador SAO TOME…A etnia e o conjunto de pessoas ou uma comunidade humana defenida por afinidades culturais e linguisticas. que tem uma extrutura social unica, politica e territorial. Neste caso o povo do zaire, republica do kongo baixo zaire e congo brazavile e ainda parte do sul do Gabao, sao designados como povos kikongo-etnia kikongo e nao bakongo.
    o prefixo ba vem da lingua para designar o plural de um adjectivo. muntu-bantu que significa pessoa – muntu pessoas – bantu. musikongo- cidadao kikongo. esikongo -cidadao do kongo. bakongo na realidade nao existe. mas sim esikongo.

  6. O Zaire,Como Cabinda o Uíge,o Namibe a Huíla,o Cunene e o Kuando-Kubango,com todas as restantes provincías de Angola,são ou não são parcelas que fazem parte integrante de todo o vasto e grandioso território que é Angola?Cada provincia tem o seu quê de belo e próprio! O Uíge e o Zaire são ligados e têm coisas em comum.Com o devido respeito de todas as etnias e a sua proveniência,de que a Àfrica é prodiga e rica,é altura de acabar com o sectarismos,e construir uma Angola,Una e Indivisivel,e dar a todo o seu martirizado povo as melhores condições de vida,a que têm direito,que merecem,e que têm possibilidades,porque Angola é dos Paises mais rico do Mundo,e as suas gentes de Cabinda ao Kuando-Kubango(Terras do Fim do Mundo),duma riqueza e virtuosismo

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s